8 razões por que os gays são os melhores amigos da mulher!

1. Os gays são mais divertidos que os hetero

Estava numa festa com Daniel, meu amigo gay, quando se aproximou de mim um cara todo arrumadinho e perguntou: “Você é convidada de quem?” Daniel estendeu a mão, disse o seu nome e respondeu: “Somos convidados do presunto”. No momento em que consegui parar de rir, ele explicou. “Desde pequeno eu sabia que era diferente. Não seria campeão de judô, como meu irmão mais velho; nem uma linda bailarina como minha irmã. Então, resolvi ganhar a atenção dos meus pais sendo o rei das imitações e fazendo todo mundo rir.” Carlos, o namorado dele, concordou. “Estamos sempre alertas. Somos mais rápidos e divertidos nos nossos comentários. Passar a vida assistindo a jogos de futebol e bebendo cerveja acaba com os neurônios de qualquer um.”

2. Os gays estão sempre antenados e têm uma cultura inútil deliciosa

“Meu namorado gosta de ouvir as bandas mais modernas e descoladas”, conta Marta, 25 anos, recepcionista. “Mas, quando eu e meu vizinho, Rodrigo, nos encontramos, a seleção musical é bem outra. Adoramos Angela Maria, Tom Jones, Olivia Newton-John… Fazemos duetos maravilhosos!” E ele justifica: “Na minha adolescência todos os caras queriam tocar numa banda de rock pauleira. Eu sonhava ser a Donna Summer. Conheço tudo sobre ela e não tenho o menor problema em soltar a voz”.

3. Gays gostam de falar tanto quanto você

“Eles são mais comunicativos”, diz Lilian, 28 anos, artista plástica. “Quando você pergunta como foi o dia dele, jamais escutará de volta um ‘normal’.” Ele sabe que não é a simples informação que interessa, mas uma boa conversa. Por isso, adoro passar na livraria do meu amigo Vicente para saber como ele está. “Minha chefe anda me enlouquecendo. O marido dela saiu de casa e foi morar com a professora de ioga. O filho, que, aliás, está cada dia mais gostosinho, anda completamente pirado, bebendo todas. Outro dia, chegou aqui acabado. Tive que levar o moleque em casa. Mas não é por isso que a poderosa vai descontar em mim!”, relatou em segundos.

4. Gays adoram fazer compras

Quando saio para comprar um vestido com meu namorado, a gente entra e sai da loja em dois minutos. Se não me decidi nesse tempo, paciência. Era a minha chance. Mas com Júlio, meu colega da academia, experimento um monte de modelos enquanto ele sugere composições e vai dando nota. Depois passamos para o setor de cosméticos, usando tudo o que nos oferecem para provar. Agora, o melhor da história é ter certeza de que o seu amigo gay vai dizer, com toda sinceridade, se seu bumbum ficou enorme nesse ou naquele modelito.

5. Os gays continuam sendo homens

Eva, 30 anos, videomaker, adora sair com os amigos gays quando está sem namorado. “Às vezes, sair com outras mulheres é uma penosa lembrança de que você não tem um par”, diz ela. “Mas jantar fora com seu amigo homossexual faz você se sentir querida. Ele elogia seu cabelo, repara que perdeu peso ou comenta que com esse decote você fica gostosíssima. Tudo bem que a noite não vai acabar em sexo, mas vou me divertir muito.”

6. Os gays sabem que fofocar é uma delícia

Renata, 27 anos, estilista, estava louca para contar para seu namorado os detalhes sórdidos da separação litigiosa de uma colega de trabalho, mas não conseguiu ir muito além do “Você nem imagina…”. Ele cortou a conversa alegando que nem conhece essas pessoas e que acha terrível a falta de privacidade. Em contrapartida, Marcos, seu amigo gay, dedicou toda sua atenção a cada pequeno detalhe da história. Quando chegou ao pedaço em que a mulher tem um caso com o pai do marido, ele pulou. “Que me importa se não conheço os envolvidos! É a história que interessa, e essa é melhor do que novela mexicana!”

7. Sair para dançar com gays é o máximo!

Marina, 31 anos, psicopedagoga, adora sair para dançar. “Mas moças sozinhas numa boate hetero viram chamariz de cafajestes. Eles acham que estamos a fim de programa.” Ao conhecer Beto, seu colega de clínica, descobriu um outro mundo. “Os clubes gays tocam as melhores músicas — disco, tecno, muita Madonna.” E por falar nela, Madonna só aconteceu depois que seu amigo e professor de dança Christopher Flynn a levou às “discos” gays dos anos 70. E, para arrematar, os gays dançam superbem.

8. Você pode contar intimidades para os gays

Você dormiu com o seu ex novamente. Ou ficou tão bêbada que acordou na casa de um total idiota. Não importa o que aconteceu. O fato é que está se sentindo suja e vulgar. Conte para uma amiga, se quiser ouvir: “Que horror, como foi capaz de fazer isso”. Conte para um amigo macho se quiser ouvir: “Nossa! Dessa vez foi forte!” — e pode estar certa de que caiu no conceito dele. Agora, se você quer alguém para rir muito da sua desventura, conte ao seu amigo gay. “Se sua vida amorosa corre na direção oposta à que espera a sociedade”, diz Beto, 35 anos, “você passa a ter mais senso de humor do que as outras pessoas. Já fiz tantas loucuras. Nossa vida sexual é tão criticada que temos empatia com o tema. Escutamos, mas jamais julgamos!”

UMA DICA PARA UMA PERFEITA CONVIVÊNCIA DOS GAYS COM AS MULHERES

NÃO GRUDE, NÃO!

Anúncios

~ por umcontador em 07/22/2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: